.

.

segunda-feira, 25 de agosto de 2014

Fotos mostram a reação de Andrea Murad durante e após as agressões a blogueiro em comício na Vila 7


Foto 1 - Durante o acontecimento
Foto 2 - Durante o acontecimento
Foto 3 - Após o acontecimento
Fotos tiradas e divulgadas por Josélio Amorim, que acompanhava o editor do Coroatá de Verdade, Pablo Lima, durante sua passagem por Coroatá e sua ida à vizinha cidade de Pedreiras na noite do último sábado, 23, mostram a reação da candidata ao parlamento estadual Andrea Murad (PMDB) durante e após as agressões  ao blogueiro protagonizadas por seus seguranças ocorridas durante palestra no povoado Vila 7 naquela noite.

A primeira foto da sequência mostra a reação da candidata ao perceber a movimentação estranha próximo ao público que acompanhava, naquele momento, o discurso do seu tio e presidente da Câmara Municipal, César Trovão (PV). Veja que as pessoas olham para um dos lados, enquanto na seguinte imagem Andrea conversa com um de seus assessores, possivelmente para saber o que estava ocorrendo.

A última foto, ao que parece, foi  feita no exato momento em que os seguranças levam o blogueiro para distante do público e continuam a agredi-lo e subtraem seu aparelho celular, vejam que grande parte dos que estão no palanque olha para a parte de trás. Segundo relatou Lima, após este momento em que a terceira foto foi tirada a candidata desceu do palanque e conversou com ele e garantiu ao mesmo que devolveria o aparelho celular que havia sido subtraído por seus seguranças após a palestra, pois se reuniria com os mesmos para apurar o ocorrido. Mas, após o comício, Andrea Murad voltou a procurar pessoalmente o blogueiro e revelando sua incompetência para comandar os seus seguranças, ou por pura maldade mesmo, disse que não havia encontrado com eles o objeto e em seguida insinuou que o roubo teria sido efetuado por um morador da localidade. "Você está chamando os moradores desta localidade de ladrões?", indagou Pablo Lima a loira.

Após a última foto Josélio Amorim, que acompanhou a movimentação de longe com medo que também fosse agredido, encontrou Lima, já escondido atrás de um dos caminhões utilizados para o transporte da estrutura utilizada na palestra, e retornou para o carro em que estavam e escondeu o seu telefone para que também não fosse roubado e avisar os seus companheiros viagem do ocorrido.

Após tomarem conhecimento das agressões o motorista e uma quarta pessoa que também estava no veículo em que o blogueiro seguia viagem foram até a cidade de Peritoró para pedir socorro a polícia, enquanto Amorim permaneceu com o amigo. Mas quando a polícia chegou não encontrou mais os dois, pois haviam fugido do local com a ajuda do vereador Leon Camilo (DEM), aliado ao governo municipal, que reprovou a atitude dos seguranças de Murad.