.

.

terça-feira, 1 de abril de 2014

Tem Jeito Não – Coroatá, servos da brutalidade

Do blog do Felipe Klamt

Poucos deram a devida importância à agressão, no interior da câmara de vereadores, do editor da página “Coroatá de Verdade”, Cleo Freitas, pelo exasperado e empossado secretário municipal de empreendedorismo conhecido com a alcunha de “Sotero”.

Poderia ser mais uma violência na ficha corrida do grupo comandado pelo Ricardo Murad, nada demais para tantos desvios de condutas registrados na vida pregressa da turma que domina o governo do estado, o MPE, o judiciário e um punhado de prefeituras, entre elas a de Coroatá. Exceto o TCE e a Famem.

Indiscutível que o fato primordial está numa pessoa do bem violentada do seu direito de expressão pelos covardes do poder, um militante das causas sociais que começou a contar a sua história em 2005 na Caravana da Juventude discutindo os males das drogas nos jovens. Mal sabendo que a pior droga estava plantada em seu município e seria traficada para todo o Maranhão.

O blogueiro determina diariamente no seu espaço de atitudes o registro dos desmandos do governo de Teresa Murad, mas a sua determinação o colocou na vida partidária como uma das vozes do pré-candidato Flávio Dino.

Talvez o seu papel de vice-presidente do PCdoB tenha provocado a ira dos Muradistas, talvez a simples leitura que o poder pode acabar tenha alucinado o mostra serviço para tamanha imbecilidade contra a imprensa.

Neste momento vale o carinho dos amigos e o inexistente pronunciamento dos aliados políticos. Da polícia não vale nem o buscar o registro da denúncia, eles continuam mandando. Questão de tempo?