.

.

quinta-feira, 17 de outubro de 2013

Mesmo recebendo milhões, Hospital Municipal continua abandonado por Teresa e Ricardo Murad

Ricardo e Teresa Murad: ódio pela saúde do povo de Coroatá
O Hospital Geral Municipal (HGM), que funcionou normalmente até o dia 31 de dezembro de 2012, e que hoje está completamente fechado e abandonado pela atual prefeita Teresa Murad (PMDB), deveria ter voltado a atender a população coroataenses desde setembro deste ano, quando terminou o prazo da reforma que a prefeita contratou no dia 06 de junho.

A prefeitura continuou pagando a quantia de R$ 20 mil referente ao aluguel do prédio, após cooptar seu dono, o médico e também vereador Naldo Dantas (PSDB), com a promessa de que logo o hospital seria reaberto e atenderia a população normalmente. Lenda!!

Carmel Construções Ltda, foi a empresa contrata no dia 04 de maio deste ano, pelo valor de R$ 915.911,73 (novecentos e quinze mil, novecentos e onze reais e setenta e três centavos), para reformar o hospital e tinha um prazo de 90 dias para entregar a obra, mas, infelizmente, o que se ver quatro meses depois da assinatura do contrato é um prédio completamente abandonado, sem qualquer vestígio ou previsão de reforma alguma. Para se ter noção, até a pintura do prédio continua a mesma deixada pelo ex-prefeito Luís da Amovelar.

Clique na imagem para ampliar, ou clique aqui para ver o documento completo
Outro fato curioso é que o município de Coroatá recebe desde janeiro de 2013 do Fundo Nacional da Saúde - FNS uma quantia aproximada de R$ 600 mil que deveria ser usado exclusivamente para a realização de cirurgias e outros procedimentos hospitalares, o que nunca ocorreu este ano devido ao fechamento do HGM, o único lugar do município que realizava tais intervenções cirúrgicas.

Os repasses do Ministério da Saúde desde o mês de janeiro para o hospital abandonado já somam mais de seis milhões de reais.

Clique na imagem para aumentar a imagem ou clique aqui e veja mais detalhes
São muitas as perguntas que não querem calar, eis algumas delas: para onde está indo todo esse dinheiro? E o dinheiro da reforma? Quando a referida empresa irá dar as caras por Coroatá para, pelo menos, pintar a faixada do hospital? Com a palavra a senhora prefeita, que por sinal é esposa do secretário estadual de Saúde, que deveria também se sensibilizar com o caos na saúde de Coroatá.

Imagens do dia 15/10/2013:

Recepção do HGM: ainda nas cores de Luis da Amovelar
A calçada do HGM: apenas refúgio de vira-latas