.

.

terça-feira, 11 de junho de 2013

Um fantasma por cima de outro

Do blogue Marrapá
Deputado Estadual Marcelo Tavares 
Os deputados estaduais Othelino Neto (DM) e Marcelo Tavares (PSB) denunciaram ainda a pouco, na Assembleia Legislativa, mais uma irregularidade no convênio de cinco milhões de reais firmado entre o Governo do Estado e o Grupo de Ação Social Vera Macieira.
Segundo os parlamentares, a nota oficial emitida pelo secretário Fernando Fialho (SEDES) para explicar as irregularidades no convênio com a entidade acaba denunciando mais uma fraude.

É que os povoados de Pedras e Poço Comprido, em Coroatá, que supostamente foram beneficiados com as melhorias de vias da Vera Macieira, ficam localizados justamente na MA 020 – também conhecida como a estrada fantasma que liga Coroatá a Vargem Grande.

A Coroatá – Vargem Grande foi licitada e paga pelo governo Roseana Sarney (PMDB), contudo a obra foi abandonada na metade pela construtora responsável por sua execução: a JNS Canaã.

A JNS Canaã foi uma das maiores doadoras da campanha de reeleição da governadora em 2010.