.

.

quarta-feira, 12 de junho de 2013

Líder da oposição diz que investigará leilão da prefeita Teresa Murad

O líder de governo, Júnior Buhatem, defendeu a legalidade e transparência do leilão
Durante a Sessão Extraordinária realizada nesta terça-feira (11) que, além de não ter sido transmitida pelo rádio, quase não contou com o acompanhamento de populares na galeria (já que não fora divulgada), o vereador Raimundo Diogo (PT), líder do Bloco de Oposição, declarou que investigará o leilão público de bens inservíveis ao município realizado pela Prefeitura Municipal de Coroatá no último sábado (08) para descobrir se houve favorecimento de aliados à prefeita Teresa Murad (PMDB).

Em resposta ao líder da oposição os parlamentares Marcos Machado (DEM), Riba Maia (PSC) e o líder do Bloco Governista, Júnior Buhatem (PMDB), subiram a tribuna para defender a legalidade, legitimidade e transparência do leilão. “A discussão e aprovação da realização do leilão público pela administração municipal só demonstra que o mesmo foi realizado na mais absoluta legalidade”, disse Buhatem referindo-se ao projeto de lei aprovado em sessão calorosa daquele parlamento em 03 de maio do ano em curso.

Em meio as discussões o vereador Júnior Buhatem declarou que o colega de bancada Marcos Machado havia arrematado um caminhão durante o leilão, mas após a solicitação de Diôgo para que tal declaração fosse incluída na ata da sessão Marcos negou o fato.

Ao blogue o vereador Júnior Buhatem declarou que a quantia superior a R$200 mil arrecadada no leilão será utilizada para organizar o trânsito do município.