.

.

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2021

Bloco Independente é oficializado e oposição fica enfraquecida na Assembleia


Agora oficialmente com apenas três deputados, a oposição ao governo Flávio Dino não pode formar um bloco. Sem o bloco, os oposicionistas Adriano Sarney (PV), César Pires (PV) e Wellington do Curso (PSDB) perdem espaços de indicações e debates.

Já está publicado no Diário Oficial do Poder Legislativo a oficialização da criação do Bloco Parlamentar Independente (MDB/PRTB/PMN) e a dissolução do Bloco Parlamentar de Oposição (MDB/PV). As bancadas do Partido Liberal (PL) e do Republicanos também comunicaram a formação do Bloco Parlamentar Democrático.

O líder do Bloco Parlamentar Independente será o deputado Arnaldo Melo (MDB) e é composto pelos deputados Roberto Costa e Socorro Waquim, também do MDB, além do deputado Wendell Lages (PMN) e da deputada Betel Gomes (PRTB).

Já o Bloco Parlamentar Democrático terá como líder o deputado Vinícius Louro (PL) e é composto pelos deputados Leonardo Sá, Detinha e Hélio Soares, todos do PL, além dos deputados Ariston Sousa, Duarte Júnior e Fábio Macedo, do Republicanos, que desvincularam-se do Bloco Parlamentar Unidos Pelo Maranhão.

O Bloco Parlamentar Unidos pelo Maranhão (“Blocão”) continua sendo o maior bloco da Casa, tendo com líder o deputado Marco Aurélio (PCdoB) e composto por 22 parlamentares dos partidos PCdoB, PDT, DEM, PROS, PSB, PTC, PSL e PTB.

Nenhum comentário:

Postar um comentário