..

..

quinta-feira, 4 de maio de 2017

Roberto Rocha afunda o PSB



Desde que entrou no PSB, o senador Roberto Rocha levou a legenda para um espiral de declínio difícil de ser revertido. A saída de Zé Reinaldo foi apenas o começo de uma debandada geral que deverá ocorrer até o final do ano.

Após conseguir seu objetivo de se tornar senador, RR, apoiado pelo presidente nacional da legenda, Carlos Siqueira, tomaram decisões que revoltaram a maioria dos correlegionários no Maranhão. Hoje a direção do PSB é controlada por “sem votos”, que diminuem a relevância da sigla.

Até 2012, quando Roberto entrou no PSB, o partido tinha 15 prefeituras e fazia parte da administração de São Luís. Atualmente são apenas 13 e o partido está fora da capital. Com o projeto de Roberto ser candidato ao governo em 2018, os únicos deputados estaduais; Rogério Cafeteira e Bira do Píndaré, devem também trocar de partido.

“Asa de avião” atua como uma erva daninha, que chega, se alimenta, destrói a harmonia e depois vai embora. Assim como fez no PSDB.

Nenhum comentário:

Postar um comentário