.

.

sábado, 6 de maio de 2017

Acuado com denúncias de corrupção, Ricardo Murad desaparece



Depois de acusado pela Polícia Federal de ser líder de uma organização criminosa que desviou cerca de R$ 1 bilhão dos cofres da Saúde do Maranhão e quase ir para atrás das grades, o ex-deputado Ricardo Murad recuou das suas investidas e sumiu do fronte político.

Ricardo Murad figura como principal acusado de ter beneficiado empresas em obras de unidades hospitalares em troca de R$ 1,9 milhão de doação eleitoral para a campanha em 2010. Cabia a ele ordenar despesas para pagamento das obras e serviços executados na Secretaria de Estado da Saúde durante o governo Roseana Sarney.

Antes falastrão e crítico ensandecido do governador Flávio Dino e de membros da gestão comunista, Murad desapareceu depois que perdeu a moral para criticar quem quer seja. Para o seu lugar, escalou a filha, a histriônica deputada Andrea Murad, que diariamente protagoniza um festival de histerismo e verborragia na Assembleia.

Até sobre sua pretensa candidatura ao governo Ricardo não falou mais nada.

Além de perder o governo em 2014, nas urnas de 2016 Ricardo Murad também foi mal e amargou derrota em três municípios que ele dava como certo: Coroatá onde a esposa Teresa tentava reeleição; além de Alto Alegre, local que pretendia reconduzir ao comando do executivo o médico Liorne. E em Peritoró, cidade que investiu em Dr. Júnior. Perdeu em todas.

Por conta das frustrações, até o domicílio eleitoral, que era em São Luís, Ricardo transferiu para Coroatá. Já que é praticamente impossível ser governador do Maranhão, Murad pode ser contentar em ser prefeito, regredindo ao início da sua carreira política.

Blog do Jonh Cutrim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário