..

..

sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

A herança maldita de Maura Jorge em Lago da Pedra



A cidade de Lago da Pedra pode-se dizer que é um mini Maranhão do passado. Governado pela família Jorge há mais de 30 anos, o município continuará sob as rédeas da oligarquia que atrasou o desenvolvimento de um lugar que já foi de grande potencial, mas acabou igual o estado: desgovernado e com o povo sofrendo pela falta de políticas públicas.

Maura Jorge, filha da oligarquia mais longeva da região do Médio Mearim, é uma espécie de Roseana Sarney da localidade. Destemperada – como já demonstrou em diversos eventos políticos no município – e de caráter ditatorial, autoritário e prepotente, ela conseguiu eleger seu vice-prefeito, Laércio Arruda, depois que a oposição se dividiu.

Mesmo deixando a prefeitura nas mãos da família Arruda, coirmã e controlada pelos Jorge, Maura entregou para o atual gestor um cenário de terra devastada na cidade que tem cerca de 50 mil habitantes.

Na área da infraestrutura, Maura Jorge deixou como herança várias ruas e avenidas completamente esburacadas, a exemplo da Raimundo da Silva Barros e da Newton Bello. Na saúde a situação deixada pela prefeita para o seu sucessor é humilhante. Pacientes dormem na calçada a espera de uma ficha para conseguir realizar consultas.



Além da situação caótica na saúde e infraestrutura, Maura Jorge ainda deixou no colo do próximo prefeito salários de contratados da Prefeitura atrasados. A reclamação no município é geral.

Maura Jorge deixa uma cidade destruída e esburacada e notabiliza-se como uma péssima gestora. Uma pena para o povo de Lago da Pedra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário