..

..

segunda-feira, 28 de novembro de 2016

Empresário afirma que Ricardo Murad escolhia “a dedo” empresas que atuariam na saúde



Em depoimento à Polícia Federal no dia 9 de outubro, o empresário Emílio Borges Resende relatou que toda e qualquer contratação na área da saúde durante o Governo Roseana Sarney era escolhida por Ricardo Murad, secretário na época. A revelação faz parte da Operação Sermão aos Peixes, que investiga desvios milionários da saúde pública do Maranhão.

Emílio Resende é um dos diretores da Associação Bem Viver e dono do Centro de Oncologia Brasileiro (COBRA), empresas utilizadas para realizar os desvios, segundo a PF. Em seu depoimento, ele disse que “em alguns casos, a mando de Ricardo Murad, um subalterno dele simplesmente ligava para a unidade hospitalar e ao instituto responsável, informando qual empresa iria prestar o serviço e determinava a contratação e que o acerto sobre qual empresa iria prestar serviço em determinado hospital era decidido diretamente por Ricardo Murad”.

Ricardo Murad é o principal alvo da Operação Sermão aos Peixes. Ele é suspeito de terceirizar a saúde no Estado para fugir do controle da “Lei de Licitação”. Estima-se que mais de R$ 150 milhões foram desviados durante sua gestão como secretário de Saúde.

Com informações do Blog Marrapá.

Nenhum comentário:

Postar um comentário