.

.

terça-feira, 7 de junho de 2016

José Sarney pode ganhar tornozeleira eletrônica



O procurador da Republica Rodrigo Janot pediu a prisão de Sarney, mas, pela idade do ex-presidente, o encarceramento pode ser substituído por uma medida mais branda como o uso tornozeleira eletrônica. Como Sarney possui mais de 70 anos, o Código Penal prevê a possibilidade de atenuar a prisão.

Além de Sarney, Janot pediu a prisão no Supremo Tribunal Federal a prisão do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), do senador Romero Jucá (PMDB-RR) e do ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB).

Renan, Sarney e Jucá foram flagrados tramando contra a Operação Lava-Jato em conversas gravadas pelo ex-presidente da Transpetro, Sérgio Machado. Os pedidos de prisão já estão com o ministro Teori Zavascki, do STF, há pelo menos uma semana.

Em uma dessas conversas, Sarney sugere a escalação de dois advogados: Cesar Asfor Rocha, ex-presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), e Eduardo Ferrão, para uma conversa com Teori Zavascki, relator da Operação Lava-Jato no STF. Para a Procuradoria-Geral da República, está claro que a ação de Renan, Jucá e Sarney tinha como objetivo obstruir as investigações sobre a organização especializada em desviar dinheiro de contratos entre grandes empresas e a Petrobras.

Numa série de depoimentos que prestou, após firmar acordo de delação premiada, Machado disse que distribuiu R$ 70 milhões em propina para Renan, Sarney e Jucá, entre outros políticos do PMDB durante os 12 anos que esteve à frente da Transpetro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário