.

.

terça-feira, 4 de agosto de 2015

Para Rogério Cafeteira, CPI da Saúde é irreversível

Líder do governo na Assembleia Legislativa, o deputado estadual Rogério Cafeteira (PSC) afirmou nesta segunda-feira (03) ser irreversível a instalação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar denúncias de corrupção envolvendo a gestão de Ricardo Murad na Secretaria de Saúde do Maranhão.

Em entrevista ao jornalista Américo Azevedo, da TV Guará, Cafeteira disse que não vê motivos para recuar da CPI. “Se a Assembleia recuar sem uma justificativa grande, vai passar atestado de que tem medo de Ricardo Murad”.

Segundo o parlamentar, enfrentar a CPI seria uma oportunidade para o cunhado da ex-governadora Roseana Sarney passar sua gestão na SES a limpo. “Será um palco para ele demonstrar o que fez […] provar que realizou a administração que tanto propaga”.

Rogério comentou as movimentações que teriam ocorrido durante o recesso parlamentar na tentativa de abafar a CPI, por medo de possíveis chantagens do pai de Andrea Murad (PMDB), aproveitando para mandar um recado a colegas de bancada. “Não é correto alguém assinar a CPI e trabalhar nos bastidores para que ela não exista”.

O parlamentar também rebateu as insinuações de Murad, que acusa a Secretaria de Transparência e Controle, comandada pelo advogado Rodrigo Lago, de ter sido criada apenas para persegui-lo politicamente, e reafirmou que o ex-secretário de Saúde é o maior culpado pelo fechamento de hospitais de 20 leitos construídos sem nenhum critério no interior do estado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário