.

.

segunda-feira, 30 de março de 2015

"Oligarquia Murad continua perseguição ao superintendente da SES e ex-secretário Luíz Júnior" Diz Vereador Cássio



O vereador governista Jocimar Pereira (PMDB) usou a tribuna durante o grande expediente da sessão desta quinta-feira, 26, para dizer que maior parte dos secretários da administração de Luís da Amovelar (PT) foram condenados e aproveitou para lembrar o recente discurso da deputada Andrea Murad (PMDB) na tribuna da Assembleia Legislativa quando disse que o ex-secretário municipal de Saúde de Coroatá, ocupando atualmente o cargo no primeiro escalão da Secretaria de Estado de Saúde do Maranhão,Luíz Júnior, foi condenado a devolver R$ 7 milhões.

Ao falar o vereador governista esquentou o debate, sendo suficiente para que o vereador da oposição Cássio Reis (PSDB) subisse à tribuna para confrontar o discurso. Para início de conversa o vereador esclareceu que não há nenhuma condenação ao ex-secretário, mas apenas um processo em tramitação, fato comum a detentores ou ex-detentores de cargos na administração pública.

Em seu discurso o vereador Cássio Reis defendeu o ex-secretário de Coroatá, atual superintendente de Acompanhamento da Rede de Serviços de Saúde, dizendo que graças às muitas qualificações que possui tornou-se perseguido pelo ex-secretário de estado Ricardo Murad. “Qual seria o motivo do temor do ex-deputado em relação ao gestor da Rede? Seria ocasionado pelas devassas que estão sendo realizadas referentes ao período sob sua gestão naquela pasta? Talvez, pois como já denunciei nessa casa, são muitos indícios que começam a surgir e todos apontam para este rumo, como mostrou recentemente a televisão em rede nacional quando retratou o abandono em que foram deixados os hospitais da ‘saúde britânica’”.

“O dinheiro que era pra ser usado na construção e funcionamento desses hospitais não teria sido desviado para investir em duas cadeiras na Assembleia Legislativa? Que, aliás, saíram muito caras! É muito cinismo a deputada Andrea Murad querer diminuir o nome do superintendente Luíz Júnior, quando nem um rolo de papel higiênico seria o suficiente para representar os muitos processos em que seu pai Ricardo Murad tem o nome envolvido ”, declarou o parlamentar.

E continuou “Enquanto a deputada persegue o superintendente ela poderia estar em Coroatá pedindo ao seu pai que não perseguisse o Ricarlos Serra que presta serviços ao Hospital Macrorregional de Coroatá, proibindo que fossem colocados os resíduos retirados daquela unidade de saúde no aterro sanitário do município, conforme ocorria nos anos anteriores, na tentativa de inviabilizar o funcionamento do hospital ou que não perseguisse os nossos professores da rede municipal de ensino que tiveram que acampar em frente à secretaria municipal de Educação para exigir seu direito ao reajuste, mas mesmo assim não conseguiram sensibilizar os ditadores”.

Ainda em seu discurso o vereador oposicionista Cássio Reis disse que o ex-deputado Ricardo Murad já persegue o superintende há alguns anos, porém o que se pode enxergar ao associar o nome de Luís Júnior ao município de Coroatá são os muitos avanços quando de sua passagem pela secretaria municipal de Saúde, somente para citar alguns: postos de saúde na sede e zona rural, implantação do SAMU 192, a implantação de diversos programas de atenção a saúde que até então não existiam, a perfuração de diversos poços artesianos, a implantação do CAPS, do NASF, a aquisição do CEO que foi inaugurado na administração seguinte, aumento na equipe de ACS, Gabinete dentário móvel entre muitos outros.

“Enquanto isso a Polícia Federal nunca esteve em Coroatá atrás de um secretário do governo do ex-prefeito Luís da Amovelar, mas veio em busca do secretário de Educação do governo de Romulo Augusto, sobrinho de Ricardo Murad que funcionava como um fantoche em suas mãos”, contrapôs o parlamentar . “A prefeita assumiu o governo dizendo que o ex-prefeito Luís da Amovelar não tardaria em ser preso, mas até agora isso não aconteceu, eu até acredito que o feitiço possa virar contra a feiticeira, o que levará a cadeia uma pessoa muito próxima a ela”, ironizou referindo-se ao esposo da prefeita e pai da deputada, Teresa e Andrea Murad, respectivamente.

Em seguida o vereador continuou a ironizar, mas desta vez as sucessivas mudanças na pasta da saúde do governo da esposa do ex-deputado, a prefeita Teresa Murad: “Não sei dizer se aquela secretaria se parece mais com uma pizzaria ou como uma churrascaria tamanho rodízio de seus titulares, é um secretário a noite e outro na manhã do dia seguinte, mas até agora não construíram sequer um posto de saúde, apenas pintaram os muitos implantados pelo nosso ex-secretário Luíz Junior”.

“Eu apresentarei nesta casa título ao secretário que tiver pelo menos a competência de reabrir o hospital HGM que se encontra fechado há dois anos e três meses e entregar ao povo”, garantiu.

O vereador finalizou o seu pronunciamento desejando mais uma vez “bom trabalho ao superintendente de Acompanhamento de Rede de Saúde Luíz Júnior e que seja sempre essa pessoa destemida e corajosa, e tenho certeza que vai contribuir muito com a saúde do nosso estado ao lado dos demais secretários e do nosso governador, fica aqui a nossa gratidão pela dedicação ao grande trabalho desenvolvido em nosso município, tendo sido inclusive reconhecido com o título de cidadania coroataense”, finalizou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário