.

.

sábado, 2 de agosto de 2014

Ricardo Murad não pedirá voto para Lobinho durante a campanha de Andrea Murad

Ricardo faz cara feia para Lobinho
O tratamento hostil dado pela equipe que comanda a campanha de Edinho Lobão (PMDB), o Lobinho, rumo ao Palácio dos Leões, tem deixado enfurecido o secretário de estado de Saúde, Ricardo Murad. Segundo informações, o poderoso secretário da gestão da governadora Roseana Sarney (PMDB) tem sido deixado de fora das reuniões que pautam os rumos da campanha do candidato da oligarquia, sendo, inclusive, algumas vezes desconvidado a participar.

Outro fato informado por fontes confiáveis dão conta que na coligação encabeçada pelo filho do ministro de Minas e Eneregia do governo Dilma, Edson Lobão (PMDB), será cada um por si, portanto, ninguém receberá nenhuma ajuda financeira para investir em suas respectivas campanhas proporcionais. Ninguém, muito menos a filha de Ricardo, a candidata a deputada estadual Andrea Murad (PMDB), que, mesmo dispondo de muitos milhões em caixa para investir em sua campanha, gostaria de mais uma "ajudinha".

Segundo informaram essas mesmas fontes, esses são os dois, embora não os únicos, principais motivos que Ricardo Murad não fará nenhum esforço para eleger Lobinho. Ricardão não pedirá voto para o peemedebista nas suas incursões em busca de voto para a representante de sua família nessas eleições, embora manterá no material da filha durante toda a campanha da filha o número do candidato majoritário da coligação "Pra frente Maranhão" e mesmo não pedindo voto as escondidas para o candidato da coligação adversária, Flávio Dino (PCdoB), pois ainda não enlouqueceu de vez.

Os fatos aqui relatados também seriam os responsáveis pela forma que o secretário tem agido até então em relação a campanha da filha nos município onde esta será apresentada, como Coroatá, Peritoró e Alto Alegre, ou melhor, como ele não tem agido, pois ainda não colocou a candidatura de Andrea nas ruas, embora tenha muitos milhões para isso, deixando apenas para o primeiro dia da segunda quinzena deste mês garantindo assim aproximadamente quarenta e cinco dias de campanha para a sua candidata difícil de engolir, mas que deverá ser eleita.

Em Coroatá a campanha não dar nem sinal de vida, apenas o carro da prefeita Teresa Murad (PMDB), mãe da candidata, apareceu ostentado na traseira um adesivo perfurado da loira ao lado do espertinho Lobão Filho. Mas sabe-se notícias de local alugado para comitê e dezenas de carros de som contratados a peso de ouro para ensurdecer a população assim que resolverem colocar o bloco na rua.