.

.

segunda-feira, 4 de agosto de 2014

A arte de acender uma vela pra Deus e outra pro diabo!



"Esperteza" talvez seja essa a palavra desta próxima eleição. São muitos candidatos que com a proximidade das eleições, começam a se movimentar para se perpetuarem no poder, ou então para conseguir chegar lá.

Na atual conjuntura, muitos dizem defender a mudança do Maranhão, porém por outro lado, defendem e pedem voto para aqueles que estão do lado do atraso. Como entender esse tipo de "politico"? Quando está do lado de Flávio Dino, defende a alternância de poder, a participação popular no governo, a melhor distribuição de renda. Porém, em um outro dia já está do lado de quem defende a continuidade de uma mesma família no poder e que pensa apenas nos interesses da família? Assim fica complicado, é literalmente o caso daquele velho e conhecido ditado, "acende uma vela pra Deus e outra pro diabo" apoia um candidato a deputado federal da base de Flávio Dino que tem tudo pra vencer as eleições, mas claro como certeza mesmo da vitoria, só se terá dia 05 de outubro, é bom se garantir e caso dê alguma 'zebra', ou seja, resta apoiar um estadual da coligação de Lobão Filho, pra se 'garantir' por lá também, enfim, resumindo o que vencer, o ciclano ta lá do lado, 'ta bem'

Nesta eleição, caberá apenas ao eleitor a decisão de acabar com essas velhas praticas, ou se continua se deixar fazer de massa de manobra e vota apenas em que pensa no poder e não no povo.

Por Páblo Lima.