.

.

quarta-feira, 2 de julho de 2014

Cadê a segurança de Coroatá deputado Ricardo Murad?

O deputado licenciado Ricardo Murad (PMDB), que, inclusive, já foi também secretário-relâmpago de estado de Segurança Pública do conturbado governo de sua cunhada Roseana Sarney (também do PMDB), há muito promete a melhoria da segurança no município de Coroatá, transformando-a em "uma cidade onde os cidadão poderão dormir com as portas abertas", da mesma forma o desgoverno que integra que faz questão de mentir na TV, mas, até o momento, isso nada mais que mais uma de suas muitas promessas a este povo sofrido.

Durante o ano de 2013, Ricardão trouxe por algumas vezes ao município de Coroatá o então secretário de estado de Segurança Aloísio Mendes, que deixou o cargo para concorrer a um cargo no legislativo federal nas eleições que se aproxima, resistindo a uma crise de segurança sem precedentes que levou o estado do Maranhão as vergonhosas páginas do noticiário nacional, pra variar. E ainda, juntamente com a sua esposa e prefeita de Coroatá, Teresa Murad (PMDB), fez uma nova promessa: implantar um serviço de vigilância eletrônica no município, o que talvez se concretize ante a aproximação de pleito importante para o clã, o que vem se arrastando vagarosamente por alguns meses (embora a implantação de tal sistema mais signifique a invasão da privacidade ou até mesmo a perseguição de munícipes do que garantir o que se propõe).

Além da inauguração da Centra de Vigilância Eletrônica que deverá ocorrer em breve, uma segunda anunciada para agosto próximo marcará para sempre a vida desta cidade interiorana, trata-se do presídio construído no município, próximo a antiga Escola Municipal Agrícola - EMA abandonada pela administração atual, que está marcada para o mês de agosto próximo. A inauguração deste presídio, para muitos, significa a diminuição do sossego e o aumento da insegurança na cidade (já tão insegura), pois juntamente com as centenas de presos, muitos deles alta periculosidade, se estalarão no município uma rede de influência ao seu dispor, o que poderá contribuir para esta triste previsão tornar-se realidade. Será o fim do nosso sossego, que o futuro tenha pena de nós. Em ambos os casos e outros que podem surgir o fato se dará na intenção de demonstrar trabalho no apagar das luzes do último (e pior) mandato da vida de Roseana Sarney para eleger o seu sucessor.

E continuemos pensando na onda de insegurança instalada no Maranhão que se estendeu para nossa cidade, pois desde o início do ano passado e das primeiras promessas não cumpridas do deputado e sua esposa já contabilizamos em nosso município assalto a agência dos Correios, Banco do Brasil, arrombamento de caixas eletrônico localizado no prédio da prefeitura, homicídios bárbaros, entre outros.

Outros crimes, embora não tão graves assim, se tornaram, infelizmente, mais comuns ainda, como o roubo de celulares nos sinais de trânsito instalados em nosso município sob a justificativa de organizar o trânsito, ou ainda, o roubou ou assalto a motociclista, sendo o mais recente deles que envolveu a professora Valdeni Lima, conforme noticiou a página Coroatá OnLine. Valdeni teve sua moto levada por dois homens armados à luz do dia no centro da cidade na tarde de ontem, 01.

Cadê a segurança prometida para nossa cidade deputado Ricardo Murad? Pois como vimos através destes exemplos a cidade dos sonhos prometida por ele, sua esposa e sua cunhada está longe de se tornar realidade por aqui, deixando a população unicamente à mercê da própria sorte e na mira dos mais diversos criminosos.