.

.

segunda-feira, 16 de junho de 2014

Professor descobre no interior do Maranhão escola batizada em homenagem a Edinho Lobão

O professor e a escola de Zé Doca.

O professor José de Arimatéia, natural de Pedreiras, em uma de suas últimas andanças pelo interior do Maranhão, encontrou na zona rural do município de Zé Doca (a 327 quilômetros de Coroatá e 373 da capital São Luís) uma construção de pau-a-pique e cobertura de cerâmica, caindo aos pedaços, com a seguinte inscrição na fachada "Escola Municipal Edinho Lobão", o que lhe chamou a atenção. Arimatéia, que é professor concursado da rede municipal de ensino coroataense e pedreirense, não resistiu em fazer um pequena pausa para registrar em fotos a sua espantosa descoberta fotos, como as que publicamos aqui.

As imagens foram divulgadas inicialmente no dia de ontem, 15, na página pessoal do educador em uma rede social, acompanhadas de mais um de seus famosos cordéis, no qual indaga "agora imagine meus amigos/O que será da educação/Se um cabra como esse/Governar o Maranhão? ".

Pela aparência do tal "prédio" o mesmo já não funciona, porém serve para demonstrar mais uma arbitrariedade a legislação deste país cometida pelo suplente de senador que deseja ser o próximo mandatário do estado, aquela que proíbe a nomeação departamentos e obras públicas em homenagem a pessoas vivas. O que não é de nos causa estranhamento, já que esta é uma atitude tão corriqueira entre os seus aliados que atendem pelo sobrenome Sarney.