.

.

domingo, 15 de junho de 2014

Piada pronta: Andrea Murad fala do "seu carinho por Coroatá"

Foto: Antonielson Sousa/Coroatá OnLine
Durante o evento partidário realizado no dia de ontem, 14, pelo secretário Ricardo Murad (PMDB) para lançar o nome de sua filha Andrea Murad (PMDB) como sua pré-candidata a deputada estadual, diante dos funcionários da prefeitura, órgãos estaduais instalados em Coroatá intimados para participar do evento, bem como populares de cidades vizinhas governada por aliados, a sempre novata e despreparada para a política, derrotada por Luís da Amovelar em 2004 em sua primeira empreitada na vida pública, soltou a seguinte pérola, segundo frisou reportagem do Coroatá OnLine:
“Tenho muitas saudades de vocês. Ajudar ao próximo é a minha vontade, porque eu cresci no ambiente da política. Sei que ela é a única forma de mudar o mundo, de transformar a vida das pessoas. Esse é a minha vontade. Ninguém mandou, ninguém me obrigou, eu estou aqui porque eu quero. Coroatá é a minha terra e quero que ela tenha orgulho de mim, porque é minha alma e me dá forças” (sic).
Como? Alguém acredita?

Depois de amargurar sua primeira derrota a menina mimada filha do Ricardão e da atual prefeita de Coroatá, derrotada pelo mesmo Luís da Amovelar quatro anos mais tarde, Teresa Murad (PMDB), deu as costas para Coroatá e veio pouquíssimas vezes por aqui (se é que veio) e quando o fez de forma muito secreta para que ninguém tivesse chances de se aproximar.

Agora dez anos depois a loira reaparece com o mesmo sorriso amarelo a mando do pai para dizer que "não suportava mais a saudade desta cidade e de sua gente". Mas, com esse discurso, não conseguirá convencer os coroataenses mais espertos, além dos puxa-saquistas de seu pai, aliás, nem com a cara tristona demostrada no encontro (foto).