.

.

.

.

quinta-feira, 29 de maio de 2014

Ricardo Murad e o seu plano maquiavélico para tentar ser governador em 2018


Ricardo Murad quer se tornar o novo Sarney
Por Páblo Lima.

Que o sonho do secretário de estado de Saúde e cunhado da governadora Roseana Sarney (PMDB), Ricardo Murad (também do PMDB, assim como o restante da família) é um dia ser governador do Maranhão, não é surpresa para ninguém. Pois bem, na cabeça de Murad, tal loucura poderá ser realizada em 2018.

E o seu plano de Ricardão para tornar este sonho piramidal e maquiavélico possível foi iniciado neste ano com a decisão da sua permanência na Secretaria de Estado de Saúde - SES. Com esta atitude Murad não será candidato a nenhum cargo eletivo nas eleições de outubro próximo, porém, ele não perderá força na Assembleia Legislativa do Maranhão - ALEMA, pelo contrário, pretende duplicá-lo, pois resolveu lançar nada menos que dois candidatos de sua família para ocupar igual número das 42 cadeiras do legislativo maranhense.

E após muita discórdia no seio da família para decidir quem seriam os escolhidos, eis que no dia de ontem, 27, como noticiado aqui na manhã desta quarta-feira, 28, o patriarca do clã anunciou o seu veredicto.

E os ungidos serão seu genro, Sousa Neto e sua filha do coração, Andrea Murad (como o blog noticiou a meses atrás clique aqui), ambos pelo seu PMDB, que, segundo os planos do "tratorzão", deverão ser eleitos com a ajuda dos milhões da saúde do povo do Maranhão.

Ricardo, que já conseguiu eleger a esposa, Teresa Murad, prefeita de Coroatá, a partir de 2014, terá dois representantes na ALEMA para infernizar a vida do próximo governador Flávio Dino (PCdoB), pois até mesmo RM sabe que Dino será eleito no dia 5 de outubro deste ano.

Ricardo, inclusive, torce para que isso ocorra, pois resolveu tirar Luís Fernando do palio para apoiar a candidatura falida do filhinho de papai, Edinho Lobão, sabendo que ele será facilmente derrotado e assim o grupo Sarney, ficará longe do palácios dos Leões. Na cabeça de Ricardo, com a derrota de Lobinho, ele será o responsável por reconquistar tal palácio para a oligarquia Sarney/Murad iniciando assim um novo ciclo onde ele seria o mandatário-mor por outras décadas sem-fim.

O secretário e quase ex-deputado estadual aposta nos hospitais que vem "entregando" no interior do Maranhão construídos com dinheiro oriundos de empréstimos do Banco Nacional de Desenvolvimento - BNDES. Com esta estratégia Ricardo Murad pretende deixar na cabeça dos maranhenses a imagem de “homem trabalhador”, o que deverá ser bastante explorado por ele em uma eventual candidatura em 2018. Mas, é claro, que antes de 2018, Ricardo tem planejar concorrer à Prefeitura de São Luis para, em seguida, partir para a disputa de governo do estado.

Com diversos prefeitos, dois deputados estaduais de inteira confiança e outros federais que deverá financiar agora em 2014 ele chegará em 2018, se não for preso nesse intervalo de tempo, como um “forte” candidato. Porém, Ricardo faz todas esses planos apostando que a gestão do próximo governador Flávio Dino será um desastre, o que não acontecerá, já que o comunista está completamente preparado para governar o estado com esperança e atitudes concretas para tirá-lo do atraso de cinco décadas, podendo assim, extirpar de vez os sonhos de Murad, e livrar o nosso povo de tamanho perigo.