.

.

sexta-feira, 4 de abril de 2014

Mais protestos de professores e submissão de governistas marcam mais uma sessão da Câmara

Mais uma vez os professores ligados ao Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Maranhão - SINPROESEMMA lotaram a galeria da Câmara de Vereadores  nesta quinta feira, 03, para acompanhar a votação da indicação do oposicionista Marcelo Moura (PTC) que solicita a prefeita Teresa Murad (PMDB) no reajuste de 8,32% a categoria.

Os professores chegaram aos poucos a galeria e logo eram dezenas que com cartazes, faixas e palavras de ordem reivindicavam a colocação da proposta em debate, o que vinha sendo adiado há três sessões consecutivas.

Antevendo que mais uma vez não haveria tempo regimental para a colocação da proposta em discussão, o líder da Bancada de Oposição, Raimundo Diôgo (PT), solicitou a inversão da pauta. Neste momento, Leon Camilo (DEM), que presidia a sessão já com muita dificuldade, suspendeu a sessão para discutir o encaminhamento, enquanto os presentes na galeria mostravam celulares e gritavam "liga pro deputado Camilo!!!", em referência a submissão da bancada governista aos interesses políticos-pessoais de Ricardo Murad (PMDB), agora também secretário de Estado de Segurança.

Ao retomar a sessão, o encaminhamento do vereador Raimundo Diôgo foi rejeitado com o voto contrário da bancada governistas o que indignou os professores, seguiu-se então os discursos nos quais os governistas eras vaiados e os oposicionistas aplaudidos.

A manifestações contrária a bancada governista continuou da galeria, além das vaias e gritos de guerras.

Após a o encerramento da sessão os professores indignados formaram um corredor na saída da Câmara e viraram de costas para os vereadores Leon Camilo, Marcos Machado (DEM) , Jocimar Pereira (PMDB), Wlisses Muniz (PMDB), Riba Maia (PSC) e Naldo Dantas (PSDB).

Riba Maia saiu acompanhado de quatro seguranças e Naldo Dantas ouviu expressões como "traíra" e "covarde" enquanto deixava o prédio. 

Veja algumas fotos.