.

.

sexta-feira, 21 de março de 2014

Sem discutir com os Conselheiros Tutelares governo aprova na Câmara aumento de apenas R$ 150 para a categoria

A prefeita municipal Teresa Murad (PMDB) enviou um projeto de lei para reajustar o salário dos conselheiros tutelares coroataenses, em apenas R$150 (cento e cinquenta reais), para a apreciação do legislativo na sessão desta quinta-feira, 20.

Após a apresentação da proposta pelo líder de governo Riba Maia (PSC), o líder do bloco de oposição Raimundo Diogo (PT) criticou a sua defesa e disse que este encontrava-se despreparado e sem informação acerca da matéria.

Um pedido para o enviou da proposta para a discussão nas Comissões, inclusive com os próprios conselheiros, foi apresentado pelo vereador Juscelino Araújo (PT) e reforçado em seguida pelos colegas da Bancada de Oposição, o que foi combatido pelos governistas e derrubado durante a votação da proposta.

Uma outra proposta não colocada na redação foi apresentada pelo líder Raimundo Diogo, tratando da conversão do reajuste em porcentagem o que, segundo ele, traria mais clareza ao projeto.

"Eles não têm coragem de modificar uma vírgula nas propostas que são enviadas pela prefeita a esta Casa", declarou a vereadora Lourdinha Pereira (PCdoB).

O vereador Wlisses Muniz (PMDB) ainda tentou emendar absurdamente o projeto para que fosse possibilitado a compra de um veículo para o Conselho Tutelar, mas a proposta não chegou nem mesmo a ser votada, enquanto o vereador Cássio Reis (PSDB) foi bem mais objetivo sugerindo que uma das novas Amaroks que chegaram para que sejam usadas a serviço da prefeitura seja disponibilizada para o órgão.

Após a votação e aprovação por unanimidade um dos dois conselheiros tutelares presentes manifestou ao populares presentes na galeria e, posteriormente, a nossa reportagem a sua insatisfação com a proposta aprovada, em especial com a ausência de discussão.