.

.

quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

Professores coroataenses paralisaram e protestaram nesta quarta-feira, 19



Fotos: Leandro Baima/Coroatá OnLine

A paralisação anunciada pelo Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Maranhão SINPROESEMMA ocorreu na manhã desta quarta-feira, 19, tendo início com uma plenária realizada no auditório do Sindicato dos Trabalhadores Rurais – STTR onde foram relembrados as vitórias obtidas nas paralisações anteriores e as reivindicações de mais este ato que contou com a presença de Henrique Gomes e Raimundo Oliveira, ambos diretores estaduais do SINPROESEMMA que reforçaram a pauta e a importância da mobilização na efetivação dos direitos.

Durante esse momento inicial além da fala do presidente da delegacia local do SINPROESEMMA, Celso Soares, e dos diretores Bendito Lopes (Comunicação) e Rodrigo Lima (Secretário Geral), entre outros, o grupo de professores seguiu pelas ruas com as paradas já programadas em frente às atuais instalações da Prefeitura Municipal e do prédio provisório da Promotoria.

Leia a carta aberta distribuída durante o ato:

Mais uma vez s educadores de Coroatá sentem-se forçados a se manifestarem para o cumprimento legal dos seus direitos.
Lutamos Contra os desmandos e descalabros da política educacional em nosso município, onde a resposta do governo é a violência moral dos que procuram fazer valer os seus direitos (telefonemas ameaçadores que acenam com a ridícula possibilidade de exoneração de servidores públicos contratados) ou econômica (a ameaça COVARDE de corte de ponto).
Amigos, vivemos um momento impar em que, -pela primeira vez em muito tempo, os poderosos estão acuados e a população nos apoia em nossa luta, vivemos um momento em que podemos, finalmente, nos fazer ouvir e impor nossa vontade sobre os desmandos e abusos que diariamente nos oprimem e nos violentam. Porém, para isso, é preciso que continuemos com nossas lutas através das manifestações! 
Não se deixem intimidar pela brutalidade dos poderosos, não se deixem iludir pelas MENTIRAS da pelega e comprada mídia, não nos deixemos acovardar pela pequenez mesquinha dos “Bônus para os puxa sacos” e “vales coxinhas” com os quais tentam nos calar, unamo-nos ao invés de nos dividir. 
P.S: A população precisa saber dos devaneios cometidos pela atual administração contra os que tentam levar urna educação de qualidade: 
  • O não cumprimento do acordo firmado em audiência pública no ano de 2013 onde se tratou da construção do Plano de Cargos e Carreira (PCC) junto à categoria (que são os maiores interessados).
  • A não efetivação do reajuste salarial enviado pelo Governo Federal de 8.32% (onde de forma alguma acarretaria despesas aos cofres do município).
  • O não cumprimento integral da LEI 11.738/08. Atualmente os professores contratados não estão sendo beneficiados. Dentre outras reivindicações legais !!!
VAMOS PARA A RUA! Chega de meritocracia! Chega de economistas e administradores dizendo o que é melhor para a educação! Chega de sermos humilhados