.

.

terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

Dilma pede e Flávio Dino permanecerá por mais alguns dias à frente da Embratur

Depois de já ter anunciado a sua despedida da presidência da Embratur para o dia de hoje, Flávio Dino, atendendo a pedido da presidente Dilma Rousseff no final da tarde desta segunda-feira (17) permanecerá no cargo até que a chefe do executivo defina a pessoa que o substituirá.

A presidente Dilma fez este pedido a Flávio Dino em razão de ainda não ter concluído as negociações políticas para a definição do novo titular da autarquia, o que deverá ocorrer nos próximos dias.

Legado de Flávio Dino na Embratur

Flávio Dino foi presidente da Embratur desde 2011 e deixou o cargo nesta segunda com diversos legados positivos para o setor do turismo internacional no Brasil. Destacaram-se também ações voltadas para o Maranhão – que teve o maior investimento em divulgação internacional de sua história com o trabalho de Flávio Dino.

A quebra dos recordes com entrada de turistas estrangeiros e arrecadação com o fluxo internacional de turistas no país foram duas grandes marcas da gestão de Flávio Dino no Governo Federal.

O Brasil alcançou a marca de 6,1 milhões de turistas em um único ano em 2013, com as ações de promoção internacional coordenadas por Flávio Dino e que foram destaque em constantemente nos principais jornais do mundo como o New York Times e El País. Antes da gestão de Dino, o número de turistas era de 5,4 milhões.

Com o aumento de estrangeiros no país, aumentou também a arrecadação com gastos de visitantes estrangeiros no país. Passou de R$ 12,5 bilhões em 2011 para R$ 14,5 bilhões em 2013. Todos esses fatores geram emprego e renda para o Brasil, assegurando 900 mil empregos em todo o País.