.

.

quinta-feira, 4 de julho de 2013

Conselho Estadual nomeia novos beneficiários, denuncia Rubens Júnior


O deputado estadual Rubens Júnior denunciou na semana passada nomeações para o Conselho de Gestão Estratégica, do governo estadual, já chamado de “Bolsa-Eleição”. Segundo a denúncia, o conselho concede mensalmente recursos no valor de R$ 5.850,00 a aliados políticos que não conseguiram se eleger.

De acordo com o parlamentar, mesmo com a repercussão nacional das denúncias feitas pelos parlamentares oposicionistas, o governo continua nomeando conselheiros que são alvo de denúncias do Ministério Público, candidatos inelegíveis e até mesmo membros supostamente envolvidos em grupos de agiotagem.

“Perder a eleição no Maranhão não é de todo ruim. Com o bolsa-eleição, os aliados da governadora garantem uma boquinha e em contrapartida o governo aumenta a sua base de aliados políticos no interior do estado”, disse Rubens.

Segundo o deputado, na nova lista, 13 ex-prefeitos e candidatos derrotados nas eleições de 2012 agora fazem parte do Conselho de Políticas Públicas do Maranhão e, junto com os demais, recebem quase seis mil reais para comparecerem a uma única reunião a cada trinta dias. Dentre os beneficiados com o bolsa-eleição aparece o primo da governadora, Albérico Filho e sete membros desta nova lista apresentam irregularidades na Justiça Comum, Ministério Público e Justiça Eleitoral.

O valor gasto anualmente com os conselheiros seria suficiente pra bancar 6.400 alunos da rede pública ao longo de um ano, de acordo com a previsão feita pelo MEC. “Os conselhos de políticas públicas existem para fiscalizar, normatizar, deliberar. São espaços públicos que têm como finalidade garantir a execução de políticas públicas em todo o estado. Infelizmente o Conselho do nosso estado não cumpre nenhuma dessas funções e tem apenas finalidade eleitoreira”, concluiu Rubens Jr.

Fonte: Assecom do Gabinete do Deputado Estadual Rubens Júnior