.

.

terça-feira, 25 de setembro de 2018

Oportunismo: Andrea Murad cobra do atual governo o que seu pai não fez



A postura da deputada estadual Andrea Murad nestas eleições é o reflexo cabal do desespero que toma conta das oligarquias Sarney/Murad, nos últimos dias para o pleito que pode tirá-los de vez do poder no Maranhão. Com o sobrenome das duas famílias, apenas Adriano Sarney deve se reeleger.

Depois de propor gratuidade no IPVA para beneficiários do Bolsa Família, em um completo descolamento da realidade do povo pobre do estado, a filha de Ricardo Murad agora cobra do governo a construção de centros de hemodiálise.

Em uma cobrança oportunista, Andrea usa suas redes sociais para se promover às custas de críticas ao governo Flávio Dino, mas esquece que seu pai foi secretário de Saúde durante longos seis anos e não construiu nenhum centro de hemodiálise.

Na verdade, a gestão Ricardo Murad na saúde foi marcada por um rombo de mais de R$ 1 bilhão que foi alvo de investigação da Polícia Federal.

Mas sobre isso Andrea Murad não comenta. Parece o desespero de quem não tem mais helicópteros à disposição, grandes motocarreatas e pomposos comitês como o que ficava na rotatória do Caolho em 2014. Para muitos de dentro do próprio grupo, Andrea tem uma reeleição muito difícil dentro da coligação que tem como favoritos Adriano Sarney, Rigo Teles, Arnaldo Melo, Roberto Costa, Leo Cunha, César Pires e Socorro Waquim.

Clodoaldo Correa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário