.

.

.

.

quarta-feira, 18 de abril de 2018

Paciente que passou 10 anos sem rir em público recebe a primeira prótese do Sorrir: “Agora será diferente”



A primeira paciente a receber a prótese dentária totalmente custeada pelo Governo do Maranhão deixou a Unidade de Especialidades Odontológicas do Maranhão (Sorrir), em São Luís, nesta terça-feira (17). Com o sorriso estampado no rosto, a costureira Maria Aparecida Sousa Ferreira, de 52 anos, moradora da Vila Maranhão, diz que agora vai poder ter a vida social de volta, após ter passado os últimos 10 anos com dificuldade de participar de momentos em público, por conta da ausência total de dentes.

“Estou tão feliz em poder sorrir com a minha boca aberta, que vou trazer meu marido para colocar os dentes também... Antes, além de não conseguir comer o que eu gostava, eu tinha muita vergonha de me apresentar em público. Eu tenho uma filha que ainda estuda e eu nunca ia nas reuniões porque não tinha coragem de abrir a boca. Agora será diferente”, diz Maria Aparecida.

A costureira já fala em pagar uma promessa que havia feito ao filho mais velho, que trabalha como cantor na noite em São Luís. “Eu tinha muita vontade de acompanhar ele nas noitadas, mas eu não ia porque sempre tive muita vergonha. Agora eu disse para ele: eu vou te acompanhar para tudo que é canto”, conta sorrindo.

Além de recomendar o serviço oferecido pelo Centro Sorrir, Maria Aparecida disse que vai levar o marido para clínica e os três filhos para avaliação dos profissionais especializados. “Meu marido precisa de uma prótese dentária e os meus filhos, de uma limpeza e algumas obturações. Eu não quero que eles passem pelo que passamos sem os dentes”, ressalta a paciente.

Responsável por devolver o sorriso à Maria Aparecida, o dentista Paulo Pannain diz que é essencial dar as devidas orientações aos pacientes, para que eles consigam passar pela fase de adaptação à prótese sem desistir do benefício. “Ela, especificamente, já estava há muito tempo sem nenhum dente na boca e agora já resgatou o sorriso. No entanto, é essencial orientá-la sobre a fase de adaptação. O importante é estimulá-la a usar a prótese. Ela sai da clínica sabendo que as portas estarão sempre abertas, caso ela precise retornar para algum ajuste”, destaca.

À espera de um sorriso

Mais 50 pacientes já estão em tratamento na Clínica Sorrir à espera de compor o sorriso completo por meio de uma prótese. O tempo médio de recebimento, após o primeiro atendimento, é de aproximadamente um mês.

De acordo com o diretor geral da clínica, o dentista Fabrício Saraiva, primeiramente o paciente da Unidade passa pela consulta inicial para que o especialista avalie as demandas. Em seguida, ele é inserido no protocolo de tratamento: “No caso da Aparecida, o próximo passo foi a realização da moldagem inicial, depois a moldagem funcional, em um outro momento é a confecção do plano de cera, depois a montagem dos dentes, quando o paciente prova os dentes, e na última etapa é quando ele sai com a prótese dentária”.

O diretor afirma que, em apenas um pouco mais de um mês de funcionamento, a clínica tem tido grande demanda. “A gente atende uma população reprimida que não tinha acesso a serviços especializados de média complexidade, e nós estamos conseguindo dar vazão para esses pacientes”, enfatiza.

Vêm aí os implantes

O coordenador Estadual de Saúde Bucal no Maranhão, o dentista Alan Rodrigues Patrício, reitera que mais de 5 mil pessoas já foram atendidas nos primeiros 30 dias de funcionamento da clínica.

“Hoje é a primeira prótese dentária e no próximo mês realizaremos o primeiro implante dentário. Já realizamos a implantação de aparelhos ortodônticos. Esses são serviços inéditos na rede pública brasileira, patrocinados completamente por um governo estadual, sem o complemento de verba federal. Mais do que nunca, algo que de fato a população agradece a iniciativa da gestão pública estadual”, relata.

A Clínica Sorrir vem atendendo as demandas de intervenções dentísticas (restauração de dentes), da realização de canal, de periodontia (cirurgia na área da gengiva), de cirurgia buco-maxilo-facial (remoção de dente impactado) e de odontopediatria. “E vale lembrar que somos a referência estadual para o diagnóstico precoce do câncer bucal, com a cirurgia na área de estomatologia, realizada por dentistas especializados na área”, ressalta o coordenador estadual.

A Unidade de Especialidades Odontológicas do Maranhão realiza a biopsia e encaminha para o laboratório da Universidade Federal do Maranhão (UFMA) onde é feito o exame histopatológico que identifica a existência ou não do câncer de boca.

A Clínica Sorrir funciona com a presença de 36 cirurgiões dentistas, 22 auxiliares de saúde bucal, três técnicos de prótese e três técnicos de radiologia. Os profissionais multidisciplinares realizam o atendimento médio de 30 minutos por cada paciente. No primeiro mês foram 5.400 pacientes entre consulta inicial, raspagem dentária, restauração, canal, extração do siso, biopsia e próteses total, além de outros procedimentos realizados.

Atendimento

A Clínica Sorrir atende casos de média complexidade, sendo uma referência para atenção primária. O atendimento acontece da seguinte forma: o paciente chega agendado e encaminhado pelos especialistas da Unidade Básica de Saúde (UBS), local onde a população deve recorrer no primeiro momento. Também são oferecidos diariamente 60 atendimentos diretos, que são realizados por meio de fichas distribuídas, de segunda a sexta, a partir das 7h, na sede da clínica Sorrir.

O Sorrir funciona ao lado da Farmácia Estadual de Medicamentos Especializados (Feme), em frente ao Terminal de Integração da Praia Grande, de segunda a sexta-feira, das 8h às 20h, e no sábado, das 8h às 12h.

Nenhum comentário:

Postar um comentário