..

..

sexta-feira, 2 de junho de 2017

Bira do Pindaré solicita internet grátis para Coroatá e Pindaré-Mirim e governo atende pedido



A democratização do acesso à internet é uma das preocupações do deputado estadual Bira do Pindaré (PSB), que solicitou ao Governo do Estado a implantação da Rede de Internet Gratuita do Maranhão (Maranet) em Pindaré-Mirim e Coroatá. Responsável pela demanda, a Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) já respondeu o pedido do parlamentar, garantindo, de pronto, que os municípios serão inclusos na Rede e terão internet WiFi gratuita.

“Eu tive a grata satisfação de receber uma resposta positiva. Portanto, tanto em Pindaré quanto em Coroatá, em caráter experimental, nós teremos a implantação do serviço de Wi-Fi chamado Maranet. É uma experiência importante”, afirmou.

Parte do programa “Cidadania Digital”, criado pelo deputado Bira do Pindaré (PSB) quando secretário da Ciência, Tecnologia e Inovação do governo Flávio Dino, o Maranet é a aposta do Estado para democratizar o acesso à internet em todo Maranhão.

A luta vem desde a gestão do parlamentar na Secretaria, que precisou usar a criatividade para implantar o projeto por meio de parcerias com a iniciativa privada. É que Maranhão não possui cinturão digital, nem vinha fazendo, ao longo dos anos, a implantação da mesma. Inúmeras tentativas foram feitas no sentido de implantá-la, segundo Bira, mas a estimativa de custos chegava à ordem dos R$ 500 milhões. Algo, afirmou ele, impensável para o momento de crise que o país atravessa.

“Agora, temos a notícia de um satélite que já vinha sendo construído há vários governos e foi lançado recentemente na base francesa, nas Guianas. Com a tecnologia desse satélite é possível que a gente tenha uma cobertura maior de internet para os municípios maranhenses. Enquanto essa solução, de caráter definitivo, não chega, tem-se usado a criatividade, buscaram-se parcerias com as empresas privadas para garantir serviços pontuais em algumas regiões do Maranhão”, explicou.


Com cem megas de internet via fibra ótica de alta velocidade, a conexão usada atualmente pela Secti vai possibilitar uma média de até mil e duzentos usuários simultâneos, assegurando mais desenvolvimento, por meio de mais acesso ao conhecimento e à informação, para os dois municípios.

Dados da Secti informam que até o final de maio deste ano, mais de oitocentos mil pessoas foram beneficiadas com o WiFi Grátis disponibilizada pelo Estado. Dentre os principais pontos, as feiras da Cidade Operária e do Anjo da Guarda, inauguradas por Bira do Pindaré em março de 2016, foram os primeiros bairros a ter acesso ao serviço. À época, o critério adotado foi a densidade demográfica – as áreas mais populosos da capital.

Como desde o início a meta era expandir, as parcerias firmadas já garantiram internet grátis também para o Sítio Tamancão, o Centro Histórico, a Casa do Maranhão, o Teatro João do Vale, o Sistema Nacional de Emprego (Sine) e para Vitória do Mearim. Com a solicitação do parlamentar atendida, os municípios de Pindaré-Mirim e Coroatá, que passam a integrar as áreas contempladas pela Rede Maranet.

O deputado defende que é muito importante tocar a experiência adiante, buscando parceria com as empresas privadas para viabilizar o acesso a alguns pontos de internet no estado. Para ele, a internet é um serviço muito importante para a cidadania e para o desenvolvimento em todas as áreas.

“A internet se tornou um insumo no desenvolvimento tão importante quanto serviços como o abastecimento de água e energia porque ajuda a criar as condições de desenvolvimento social, econômico, cultural, educacional em qualquer lugar do mundo. Aqui, no Maranhão, trava-se essa luta, mas aos poucos se tem avançado dentro de uma visão conceitual de cidadania digital. Portanto, agradeço ao governador Flávio Dino e ao secretário Jhonatan Almada por atender o pleito”, concluiu.

Fonte: biradopindare.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário