..

..

quinta-feira, 1 de junho de 2017

Aflição de Zequinha em anunciar candidatura ao Senado gera tensão na família Sarney



O clima entre os integrantes da oligarquia ficou tenso com a sofreguidão de Sarney Filho, mais conhecido como Zequinha (PV), em oficializar sua pré-candidatura ao Senado com mais de um ano de antecedência. O político fazer um evento em São Luís na sexta-feira. Ele quer colocar o pé na vaga, mas a filha mais poderosa do velho Sarney ainda não se decidiu se, em 2018, vai disputar o governo ou o Senado.

A zanga do velho Sarney e de Roseana com o filho sempre preterido foi tanta, que o jornal O Estado do Maranhão, de propriedade da família, não abriu suas páginas para o “lançamento” da candidatura de Zequinha. Aflito, o ministro de Meio Ambiente teve de procurar as páginas do jornal O Imparcial para divulgar o evento, que o fez na segunda-feira passada.

Chegar ao Senado é um sonho antigo de Zequinha, sempre preterido pelo seu grupo político. Atualmente licenciado do cargo de deputado federal, a possibilidade de Sarney Filho concorrer ao Senado gera um mal estar interno entre os membros da oligarquia, já que das duas vagas para o Maranhão em jogo em 2018, uma delas certamente seria de Roseana caso ela se lance à Câmara Alta.

Em um cenário de indecisões, a família Sarney vem demostrando enfraquecimento e pouca capacidade de articulação após ter deixado o poder no Maranhão em 2014, depois de quase meio século de controle político no estado. Diante o impasse, blogueiros aliados do clã chegam a mencionar até uma eventual candidatura de Roseana para deputada estadual. Mas todos os cenários ainda são incertos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário