..

..

quinta-feira, 11 de maio de 2017

"Apenas dei uma carona a um usuário e fui prestar depoimento", diz ex-candidato a vereador João Baiano



A Polícia Militar conduziu na noite desta quarta-feira (10) duas pessoas para a delegacia local, depois de encontrar uma pequena quantidade de drogas com um deles, que não teve a identidade revelada, mas trata-se de um usuário. O outro é o professor João Baiano, e ex-diretor de uma escola da rede municipal de ensino e ex-candidato a vereador de Coroatá.

Rapidamente uma imagem dos dois na delegacia se espalhou nas redes sociais, apontando a prisão de ambos por tráfico de drogas. O professor João Baiano entrou em contato com a imprensa logo pela manhã para esclarecer os fatos. Disse que foi conduzido apenas para prestar esclarecimentos e que logo após, o delegado Claudio Mendes constatou de sua inocência e o liberou.

“As fotos que rolam nas redes sociais foram usadas de má fé como se eu fosse traficante porque expuseram a minha carteira, uma nota em dinheiro, os meus relógios, meus anéis, e aquilo foi colocado para a população como se fosse roubo e no entanto não é. Primeiramente não fui preso, fui conduzido para prestar depoimento e logo após eu fui liberado. O rapaz, porém, que foi preso comigo, ele é usuário e eu nunca discriminei as pessoas, infelizmente no momento da abordagem a pessoa que estava na minha moto tinha uma pequena quantidade de droga. Eu expliquei tudo para o delegado e fui liberado”, disse João Baiano.

O delegado de Coroatá confirmou à redação do Coroatá Online que a versão apresentada pelo educador era verídica e que o liberou após os esclarecimentos.


Nenhum comentário:

Postar um comentário