.

.

quinta-feira, 20 de abril de 2017

Mais documentos comprovam: primo de Andrea Murad continua recebendo pela Assembléia

Postagem com o diario oficial pela metade, afim de não aparecer a nova nomeação...

Após a grande repercução da matéria que informou que o primo da deputada estadual Andrea Murad recebia a bagatela de 17 mil reais sem trabalhar na Assembléia Legislativa o mesmo foi a público se manifestar e claro, dizer que é mentira. Felipe Trovão postou a foto de uma exoneração no dia 30 de junho de 2016 que fora publicado no diario oficial de 5 de julho do mesmo ano.

Até aí tudo bem, porém, Felipe esqueceu de mencionar que neste mesmo dia e no mesmo diario, foi novamente nomeado, só que agora com outro cargo e não mais com o cargo de 17 mil reais que ele recebeu de 2015 até 2016. Portanto, Trovão continua agora recebendo uma faixa de 7 mil reais apenas pois foi exonerado da simbologia ISOLADO para a DGA e continua nomeado, morando em Coroatá e recebendo dinheiro da Assembléia Legislativa.

Abaixo a parte do diário oficial que Felipe cortou e que mostra sua renomeação.



Nenhum comentário:

Postar um comentário