..

..

segunda-feira, 3 de abril de 2017

Final de semana sangrento em Coroatá com três homicídios registrados em um único dia



Informações do Portal Coroatá Online.

Não começou nada bem o mês de abril na cidade de Coroatá. Só no início deste final de semana três pessoas morreram. Um dos homicídios reflete infelizmente a “guerra” entre grupos criminosos rivais dos bairro Tresidela e Americanos.



O primeiro caso aconteceu nas proximidades do Estação Show, no centro da cidade. Um indivíduo conhecido como Wigor foi executado por duas pessoas que chegaram em uma moto Honda Pop e fugiram logo após o crime. Testemunhas relataram à polícia que o autor dos disparos seria conhecido como “Di Menor”, que no início do ano sofreu uma tentativa de homicídio e que o responsável seria Wigor. Para a PM não resta dúvida que foi um acerto de contas.

Após o assassinato, a “guerra” entre os grupos criminosos da Tresidela e Americanos ganhou as redes sociais. As ofensas ganharam proporções no facebook, até publicarem a mensagem: “Aê a ordem é pra tomba qualquer um da Trizidela, quem tiver no piso vai morrer...”



Horas depois dois indivíduos em uma moto Pop efetuaram disparos de arma de fogo em direção a um grupo de pessoas que estavam próximas do Posto da Tresidela. Dois ficaram feridos e deram entrada no Hospital Macrorregional. Um deles, identificado como Fábio, que não tem passagens pela Polícia, não resistiu e veio a óbito. A polícia ainda não tem informações sobre os suspeitos.



O terceiro caso não tem ligação com os outros dois. Aconteceu no bairro da Maçaranduba. Um homem conhecido como “Coreano”, se envolveu em uma confusão, segundo informações por causa de mulher, e foi alvejado por disparo de arma de fogo próximo ao Bar do Louro. À polícia, testemunhas relataram que o autor e principal suspeito é um indivíduo conhecido por “Xebeca”, residente na Maçaranduba. O mesmo teve ajuda de um menor de idade conhecido como “Gordin”. Os dois fugiram após o crime, a polícia conseguiu apreender o menor. Os detalhes já foram repassados para o delegado de Coroatá que irá apurar o caso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário