..

..

sexta-feira, 28 de abril de 2017

Em sessão desta quinta-feira vereador Cássio Reis atribui caos na infraestrutura a ex-prefeita Teresa Murad

Após discurso do vereador Macílio Gonçalves (PCdoB) durante o Grande Expediente da sessão desta quinta-feira, 27, que atribui a Teresa Murad (PMDB) a responsabilidade do caos na infraestrutura do município de Coroatá, o vereador oposicionista Júnior Buhatem (PMDB) partiu em defesa da ex-prefeita, dizendo que no período de quatro do seu mandato fez mais que qualquer outro gestor municipal.

Buhatem ainda respondendo às críticas deferidas pelo governista Marcílio Gonçalves disse que o discurso do mesmo assemelhava ao proferido pelo também governista Cássio Reis (PSDB) em anos anteriores, o que classificou como “desencontrado”.

Com esta discussão o clima esquentou entre vereadores oposicionistas e governista no plenário da Câmara.

O vereador Cássio Reis mencionado no discurso de Buhatem questionou ao defensor da ex-mandatária municipal onde se encontram os 40 km de asfalto que o mesmo disse ter sido executados em sua gestão. Ou os 700 km de estradas vicinais prometidas durante a campanha de Teresa Murad, pois hoje as estradas se encontram intrafegáveis até mesmo para os ônibus escolares. Ou ainda o resultado do programa de asfaltamento que não passou, em quase sua totalidade, apenas de colocação de placas em diversas ruas de Coroatá.

Com cópia do Diário Oficial da Assembleia Legislativa do Maranhão citou vários municípios que a deputada que ama Coroatá e que após ser eleita transferiu seu título pra São Luís, Andrea Murad, destinou recursos de emendas parlamentares, mas que não destinou nenhum real a cidade que foi responsável quase pela metade dos votos que garantiram a sua eleição.

“Hoje a deputada Andrea Murad apresenta-se como a baluarte da moralidade pública ao atacar o governador Flávio Dino, se ela fosse mesmo o que diz começaria por denunciar o seu pai Ricardo Murad”, declarou o vereador.

“Como eu sempre disse nesta tribuna o povo coroataense daria resposta nas urnas ao descaso, ao abandono e aos métodos de administração da ex-prefeita elegendo Luís Filho o prefeito de Coroatá”, declarou Cássio Reis.

Logo após o discurso Buhatem pediu pela liderança e sem resposta disparou contra o governador Flávio Dino e o acusou de ter interferência direta nas eleições municipais enviado mais de uma dezena de delegados ao município de Coroatá, envolvimento em atos irregulares investigados pela Operação Lava-jato e chamou o de “covarde”, “ladrão” e “palhaço”, entre outros adjetivos.

Fazendo uso do expediente final, o vereador Cássio Reis retornou o assunto questionando o vereador Júnior Buhatem, declarando que se há alguém covarde, ladrão e palhaço no estado do Maranhão é seu patrão Ricardo Murad que escondeu-se no sítio e não ousou enfrentar a polícia, mandou apenas os seus assessores.

Relembrou que o mesmo prevendo a sua derrota embriagou-se e juntamente com sua filha a deputada Andrea Murad subiu no palanque no último comício e atacou o secretário de estado de Segurança Jeferson Portela e Polícia Militar do Maranhão. “Por que não foi ele mesmo enfrentar a Polícia Militar e os dez delegados da Polícia Civil? Ele só é homem quando tem o poder da caneta nas mãos”, declarou o vereador e finalizou: “Em 2018 a vitória já estar consolidada é Flávio Dino de novo”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário