..

..

quarta-feira, 22 de março de 2017

Obras do novo Hospital do Servidor seguem em ritmo acelerado



Com obras avançadas e previsão de entrega para dezembro de 2017, o novo Hospital do Servidor, terá capacidade para atender 110 mil funcionários público do Estado. Com 12.613,31 m² de área construída, o prédio contará com 128 leitos, que atenderá do público infantil ao adulto, com UTIs especializadas para cada faixa etária. O investimento de mais R$ 55 milhões é do Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado de Infraestrutura (Sinfra), que proporcionará avanços na área da saúde e mais valorização ao servidor.


Nesta fase da obra, estão sendo realizadas intervenções de alvenaria; instalações elétricas, hidráulicas e sanitárias, e em algumas das quatro pavimentações total do hospital, já está passando pela fase de chapisco e reboco de paredes. “Nossa meta é entregar a obra completa do hospital no mês de dezembro deste ano. Esse prazo se dá pela expansão do número de leitos do que era previsto originalmente. Essa é uma obra importante. Reflete a valorização dos servidores, que terão um equipamento público de saúde de muita qualidade e que vai ajudar na saúde em geral”, avalia Clayton Noleto secretário de Infraestrutura.

O Hospital do Servidor será dotado de equipamentos com alta tecnologia em diversas especialidades médicas. No ambulatório, os servidores terão à disposição 40 consultórios para atendimento médico e odontológico. Para a realização de exames, haverá 10 salas específicas para exames de raios-x, tomografia, coleta de amostras para análises em laboratório, endoscopia e colonoscopia, ECG, ecocardiograma, mamografia, ultrassonografia e teste ergométrico. “Essa obra segue a diretriz do governador Flávio Dino, de realizar ações que contribuam para a melhoria da qualidade de vida dos maranhenses e a valorização dos servidores públicos”, ressalta o secretário de Infraestrutura.

O novo hospital terá 128 leitos de internação geral, leitos de UTI, quatro leitos de isolamento, além de quatro salas de cirurgia (duas médias e duas grandes). Nos serviços de urgência e emergência, serão dois leitos de estabilização, seis leitos infantis de observação e 12 adultos.

A unidade de saúde vai atender exclusivamente o servidor e será gerenciada pela Secretaria de Estado de Gestão Previdenciária (Segep). Um dos engenheiros da obra, Rinaldo de Lima, disse que o fluxo segue dentro do cronograma e que cerca de 180 funcionários diretos estão trabalhando para que o prazo seja cumprindo. No total, direta e indiretamente, são aproximadamente 500 empregos gerados no empreendimento. “Estamos trabalhando para que tudo siga dentro do programado. Acabada essa fase, entraremos com a parte do contra piso e na instalação dos forros”, complementa o profissional.


Nenhum comentário:

Postar um comentário