..

..

sexta-feira, 18 de novembro de 2016

Sarney Filho será investigado por uso irregular de aviões da Força Aérea Brasileira



O ministro do Meio Ambiente Sarney Filho, é um dos auxiliares do presidente Michel Temer (PMDB) investigados pelo Ministério Público Federal do Distrito Federal devido ao uso desmedido de aviões da Força Aérea Brasileira (FAB). As viagens tinham como destino as cidades de origem.

O inquérito foi aberto após pedido das bancadas do PT na Câmara e no Senado. Segundo reportagem da Folha de São Paulo, em menos de 180 dias do novo Governo Federal, os ministros viajaram com aviões da Força Aérea 781 vezes, sendo que em 238 delas tiveram como ponto final a terra natal, no caso de Sarney, São Luís. Até no período eleitoral os ministros usaram os jatinhos oficiais.

Decreto da ex-presidente Dilma, restringiu o uso dos jatinhos pelos ministros e proibiu o trânsito de Brasília para suas residências. A conduta fere a Lei 8492/1992, que trata de atos de improbidade administrativa. Outro desrespeito dos ministros está na omissão de suas atividades diárias em suas agendas. A FAB tem prazo de 15 dias para enviar as informações sobre os voos, segundo o procurador Paulo José Rocha Junior responsável pela investigação.

Além de Sarney Filho, foram citados os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil), Alexandre de Moraes (Justiça), Raul Jungmann (Defesa), José Serra (Relações Exteriores), Henrique Meirelles (Fazenda), Maurício Quintella (Transportes), Blairo Maggi (Agricultura), Mendonça Filho ( Educação), Marcelo Calero ( Cultura), Osmar Terra (Desenvolvimento), Ricardo Barros ( Saúde), Marcos Pereira (Indústria), Fernando Coelho Filho (Minas e Energia), Dyogo Oliveira (Planejamento), Gilberto Kassab (Ciência e Tecnologia), Leonardo Picciani (Esporte), Marx Beltrão (Turismo), Helder Barbalho (Integração), Bruno Araújo (Cidades) e Geddel Vieira Lima (Secretaria de Governo).

Blog Marrapá.

Nenhum comentário:

Postar um comentário