.

.

quarta-feira, 1 de junho de 2016

Gestão de Murad na saúde é a que apresenta maior número de problemas com BNDES



A direção do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) revelou, nesta manhã (20), que a maioria dos pagamentos irregulares identificados no contrato de empréstimo com o Estado, foi na área da saúde. Os cancelamentos de repasses foram causados pela ingerência da gestão passada do Governo do Maranhão.

“As glosas de pagamento aconteceram em grande parte nas obras destinadas à saúde. O ex-secretário, Ricardo Murad, iniciou a construção de vários hospitais sem autorização do BNDES”, afirmou o deputado estadual Rogério Cafeteira (PSB), que participou do encontro dos parlamentares maranhenses com diretores do banco.

Os diretores revelaram, ainda, que o consórcio Cobrape/STPC, responsável pelo acompanhando dos recursos do BNDES no Maranhão, constatou que, por vezes, as verbas liberadas pelo banco eram utilizadas para pagamento de obras diferentes.

O BNDES recebeu, nesta manhã (20), uma comitiva de deputados do Maranhão para tratar do empréstimo do banco com o Estado. Cafeteira destacou que, aos parlamentares, ficou claro o empenho da gestão do governador Flávio Dino em sanar todos os problemas encontrados e garantir que o contrato seja rigorosamente cumprido. “As obras que estão paralisadas ou atrasadas, decorrem do descumprimento do contrato por parte da gestão passada”, afirmou o deputado.

O encontro contou com a participação dos deputados estaduais Rogério Cafeteira (PSB), Bira do Pindare (PSB), Rafael leitoa (PDT), Léo Cunha (PSC), Andrea Murad (PMDB) e Alexandre Almeida (PSD). O deputado federal Hildo Rocha (PMDB) também esteve na reunião.

Nenhum comentário:

Postar um comentário