..

..

quinta-feira, 31 de março de 2016

Após reunião com governador do Estado, Dnit inicia obras de recuperação da BR-135



Após reunião do governador Flávio Dino com representantes do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), na última terça-feira (29), o órgão iniciou os trabalhos de recuperação da BR-135 já nesta quarta-feira (30). A restauração da principal via de acesso para a cidade de São Luís será feita em duas etapas: uma do quilômetro 0 até o quilômetro 69, localizado na cidade de Santa Rita, que já foi iniciado; e o outro do quilômetro 69 até o 199, em Caxuxa, que deve começar, segundo o Dnit, na próxima semana.

O coordenador geral de manutenção e restauração do Dnit, Fábio Pessoa, explicou que o governador Flávio Dino entrou em contato com o ministro dos Transportes, Antônio Carlos Rodrigues, que acionou o presidente nacional do órgão, Paulo Sérgio Passos, enviando assim uma equipe ao Maranhão para fazer um cronograma e agilizar as ações de recuperação tanto da BR-135, quanto da BR-222.

“A participação do governador Flávio Dino foi realmente decisiva para que a gente resolvesse esse problema de manutenção que, agora, com certeza, com o cronograma ajustado, nós retomaremos e solucionaremos na BR-135”, destacou o coordenador.

Pessoa explicou que o Departamento iniciou as atividades com duas equipes realizando a manutenção do início do primeiro trecho estabelecido. “Hoje a gente conta com duas equipes fazendo manutenção, até o final desta semana serão quatro, e até na próxima semana nós já teremos oito equipes trabalhando na manutenção da primeira parte. O trecho do quilômetro 69 até o quilômetro 199 nós estamos com a previsão de abertura das propostas do edital na segunda-feira (4 de abril). E se nós não tivermos nenhum problema na licitação, a empresa que ganhar a licitação já começa imediatamente”, informou.

Paralisação por problemas contratuais

Fábio Pessoa explicou que a situação caótica da principal estrada federal do Maranhão foi ocasionada pela paralisação das obras por parte do consórcio responsável pelo serviço.

Em nota, o superintendente regional do Dnit no Maranhão, Maurício Itapary, explicou que o Consórcio paralisou os serviços de restauração contratados sem a apresentação de justificativa minimamente plausível para o insólito fato. “Fizemos a revisão do antigo Consórcio que estava no trecho, por desempenho ser fraco, fizemos as novas licitações e esperamos de imediato que a gente comece os serviços”, disse Itapary durante reunião com governador.

Nenhum comentário:

Postar um comentário