.

.

.

.

segunda-feira, 23 de março de 2015

E agora Ricardo? Professores vão às ruas em protesto a Teresa Murad em Coroatá


Por Samuel Bastos, do  Portal Gaditas.

Como não poderia deixar de ser o ex-deputado Ricardo Murad (PMDB) parece ser adepto a máxima do casa de ferreiro espeto de pau, ou melhor, do faça o que eu digo mas não faça o que eu faço.

Mais incomodado com a gestão do governador Flávio Dino do que com sua própria vida, o ex-Secretário de Saúde está uma pilha de nervos e também pudera. Foram quase 5 anos de reuniões no Hotel Luzeiros, helicóptero a disposição e o comando de um dos maiores orçamentos do Estado que foram perdidos do dia para a noite.

Quem olha o Facebook de “tratorzão” até pensa que em Coroatá, cidade administrada pela mulher de Ricardo é uma vitrine de boa gestão. Nadica de nada! Os professores da rede municipal tiveram que paralisar as aulas nos dias 18, 19 e 20 deste mês para cobrar respeito da peemedebista.

Para se ter uma idéia do caos na gestão de Teresa, os professores se mantém com salários congelados há dois anos e por incrível que pareça a cidade está tão atrasada a nível de respeito a classe do magistério, que sequer dispõe de um Plano de Cargos, Carreira e Salários.

Já que responde pela Secretaria Extraordinária de Inovação e Modernização e fala tanto em respeito aos trabalhadores, Murad deveria deixar o discurso de gogogó de lado e “ensinar” a mulher a respeitar a sofrida classe de professores.

Utilizar as redes sociais para dizer o que os outros tem que fazer é fácil, quero ver é na prática fazer.

É muita falta de óleo de péroba!

Nenhum comentário:

Postar um comentário