.

.

quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

Ricardo Murad: de ministro de Estado a secretário municipal

Foto: Reprodução/Internet
Desde que publicamos nesta segunda-feira, 15, a nota em que apresentamos, em primeira mão, o desejo do ainda deputado estadual sarneysta Ricardo Murad (PMDB) em fixar moradia no município de Coroatá e tornar-se mais uma vez secretário municipal de Educação do município, muito do nossos leitores nos alertaram para um detalhe que havíamos esquecido na oportunidade.

Pois bem, muitos sabem que durante a campanha do segundo turno Ricardão anunciou aos aliados que trabalhasse a morrer pela reeleição da presidenta Dilma Rousseff (PT), pois com sua vitória o então secretário de estado de Saúde se tornaria nada mais nada menos que Ministro da Saúde. Quanta petulância!!!

Anunciou ainda nos quatro cantos de Coroatá que do Maranhão não seria ele apenas dos sarneystas a ser contemplado com benesses da petista, mas que o patriarca da oligarquia, José Sarney, ocuparia o cargo de Ministro da Cultura e sua filha a então governadora Roseana Sarney substituiria o senador Edison Lobão no Ministério de Minas e Energia, assim não deixaria a jacarezada "desamparada" e ainda arruinaria o futuro governo do comunista Flávio Dino. Muitos acreditaram.

Ainda estar em tempo para que os desejos, pretensões ou alucinações do megalomaníaco torne-se realidade, mas os rumos que a carruagem sarneysta tem tomado neste fim de meio século no comando do Maranhão pode-se dizer que isto jamais acontecerá. Estaria a presidenta de Dilma perturbada a ponte de complicar ainda mais o seu governo e a sua popularidade nomeando para o primeiro escalão figuras tão indesejadas não apenas no estado de origem, mas também em todo o país?

Sendo assim, só resta ao tratorzão, arrumar as suas malas para retornar as suas origens para de muito próximos atazanar a vida dos seus opositores que tanta dor-de-cabeça tem lhes causado na última década.

Nenhum comentário:

Postar um comentário