.

.

quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

Municipalização da UPA de Coroatá é "estória" pra boi dormir

UPA de Coroatá inaugurada em setembro de 2011
Isso mesmo, nunca houve no senado federal, qualquer projeto que diz respeito a municipalização das Unidades de Pronto Atendimento - UPA 24 no estado do Maranhão e, consequentemente, no município de Coroatá, estas que são federais e administradas pelo governo do estado. A "estória" mal contada surgiu em um perfil numa rede social, talvez apenas para iludir algumas pessoas de que isso seria possível, o que não passa de uma mentira deslavada.

A falsa notícia (conhecida como barrigada no jargão jornalístico) divulgada a exaustão em páginas e programas da rádio do deputado em final de mandato Ricardo Murad foi comemorada com pompas pelos funcionários da UPA Coroatá, que fizeram questão de publicar fotos da comemoração realizada no momento em que deviam estar mesmo era prestando serviços de saúde aos usuários.

Vamos aos pontos mentirosos da dita notícia. 1) No dia de ontem (10),e em consulta realizada na página do Senado Federal, não consta sequer alguma discussão sobre este tema e 2) que o boato informa que o Projeto de Lei do Senado - PLS 653/2014 foi aprovado na madrugada, outra mentira pois em contato com o senado federal através do número 0800612211 (Alô Senado) fomos informados que a sessão não durou até a madrugada e que isso ocorre raramente.

No Maranhão, existe a Comissão Intergestores Bipartite - CIB, que é quem decide tudo a respeito das decisões da secretaria de saúde, o blog também entrou em contato com membros desta comissão que informaram que a municipalização das Upas não foi aprovada na última reunião que aconteceu na terça-feira (09) e que outra reunião deste tipo somente acontecerá em 2015. Ou seja as UPAs continuarão sendo administradas pelo Governo do Estado do Maranhão, mais precisamente pelo governador Flávio Dino (PCdoB) e seus aliados após 1º de janeiro do ano que se aproxima.

Então é isso, o resto é boato de quem ainda não se acostumou com a ideia de ter perdido a "vaquinha-leiteira" do Governo do Estado.

Para saber tudo que foi debatido ontem no Senado ligue grátis para o Alô Senado 0800612211 ou clicando aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário