.

.

terça-feira, 16 de dezembro de 2014

Após deixar a Assembleia, Murad fixará moradia em Coroatá onde deverá ser secretário de Educação no governo da esposa

Foto: Acom/ALEMA
Após cinco anos à frente da Secretaria de Estado de Saúde - SES no governo da ex-governadora Roseana Sarney (PMDB) e mais um mandato na Assembléia Legislativa do Maranhão - ALEMA o deputado Ricardo Murad (PMDB) dificilmente terá espaço no cenário político estadual, o que foi evidenciado principalmente nos últimos dias após o seu retorno ao Palácio Manoel Bequimão, onde atualmente mais parece um mero desconhecido, tamanho o isolamento, resultado das muitas inimizades que fez entre os seus (de novo) companheiros de parlamento, especialmente durante o período eleitoral afim de eleger dois sucessores para o legislativo, Andrea Murad e Souza Neto (ambos também do mesmo PMDB).

Para não sumir de vez do mapa e da política maranhense o deputado deverá fixar, a contra-gosto, moradia no Sítio Cajueiro, de onde passará a comandar mais de perto os rumos do governo da esposa, a prefeita sub judice Teresa Murad (PMDB), não apenas como liderança política ou conselheiro-mor da mandatária, mas, a partir de então, também como secretário municipal de Educação, cargo que já ocupou no governo do sobrinho Rômulo Augusto (1997/2004) e que exigiu novamente para si, do qual passará a comandar de "próprio punho" (sem intermediário como tem ocorrido até então) a maior transferência de recursos federais para o município de Coroatá, conforme nos confidenciou fontes muito próximas ao casal.

É do sítio de sua propriedade que Murad acompanhará, agora de muito perto, cada passo do seus subalternos e também dos seus inimigos políticos. A jacarezada vai pirar e a oposição terá que "pisar miúdo" para não dar assunto ao ainda mais raivoso Ricardão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário