.

.

.

.

terça-feira, 3 de junho de 2014

“Quem é condenado não serve para ocupar cargos públicos,” diz Rubens Jr sobre Edinho Lobão

Líder da oposição na Assembleia Legislativa do Maranhão levou à tribuna o assunto do dia nos bastidores da política e na imprensa maranhense. A condenação de Edinho Lobão à prisão foi o assunto do dia. Em 2010, Edinho foi condenado a 1 ano e 4 meses de prisão por uso de TV Pirata em São Mateus.

Num momento em que o próprio Edinho foi à TV falar que é a “renovação”, a notícia cai como uma bomba no colo grupo Sarney. Enfrentando uma fadiga eleitoral que vem de 50 anos de domínio político no estado e com alta rejeição pela população, o grupo Sarney tem como pré-candidato ao Governo do Maranhão um político que foi condenado criminalmente pela Justiça Federal. Mesmo com a pena prescrita, a “ficha” de Edinho Lobão na política já começa como uma grande mácula.

O pronunciamento de deputado Rubens Pereira Jr. foi direto ao ponto. Segundo ele, Edinho só “escapou da detenção por 1 ano e 4 meses pela morosidade e lentidão da Justiça” que, por 11 anos, investigou o envolvimento de Edinho em crime previsto na Lei 9,472/97. Mesmo sabendo dessas condenações, disse o deputado, “pouco importa para o grupo que aposta no abuso de poder político e econômico – de acordo com parecer da Procuradoria Geral da República – que pediu a cassação de Roseana Sarney (ainda não levada a julgamento).

Mas o que mais se estranhou na sessão foi que, diante da denúncia, nenhum deputado da base governista tenha se pronunciado em defesa do pré-candidato apoiado pelo grupo.