.

.

quinta-feira, 22 de maio de 2014

Vereador Cássio Reis denuncia mais uma vez o descaso da administração dos Murad

Do blog do vereador Cássio Reis

Vereadores de governo dizem que a saúde e a educação funcionam no município de Coroatá, em resposta a esta afirmação o vereador oposicionista Cássio Reis (PSDB) quis saber "sobre qual cidade vocês estão falando?".

"Hoje trago o retrato do desrespeito da prefeita Teresa Murad (PMDB), porque em 1 ano e cinco meses não construíram nenhuma escola e ainda falam que nós acabamos com Coroatá em oito anos, mas o que estamos vendo até então são gastos exorbitantes de dinheiro público apenas para pintar as obras do governo anterior", disse o parlamentar.

O vereador relatou ainda que a população residente no povoado Macaúba sofre com o posto de saúde abandonado, que serve atualmente como local de prostituição, tiraram de lá o gabinete dentário e o povo nunca mais soube o que é receber um dentista naquele povoado e colocaram o posto para funcionar numa pequena sala alugada ao lado da casa da diretora do posto (aliada da prefeita), já na educação os alunos do ensino médio sofrem em uma pequena sala de aula, sem merenda, sem ventiladores, sem banheiro, nem mesmo um copo para tomar água, funcionando em uma casa alugada de um morador e com apenas três professores acumulando três disciplina cada um e raras vezes aparece os demais.

Na educação o parlamentar ainda listou como sendo os principais descasos a péssima merenda, professores na rua fazendo greves, salas de aulas super lotadas, falta de material didático e pedagógico para alunos e professores, estudantes andando a pé para chegar a escola por falta de transporte escolar e os poucos que têm andam lotados.

"Assim que estão sendo tratados nossos jovens estudantes de nossa cidade", declarou.

"Outro exemplo é a Companhia de Abastecimento do Maranhão - CAEMA que está mandando contas para residências também no povoado Macaúba, onde nem mesmo encanação foi colocada por ela, se hoje existe água nessas casas foi porque os próprios moradores custearam as instalações, este órgão não investiu nenhum benefício naquela localidade, nem mesmo o medidor (hidrômetro), mas esse é um golpe para dizer que é o governo que está pagando", denunciou.

"É esse governo imoral que está maltratando o nosso povo, mas nós vamos começar a mudança ainda por este ano, acabando com os desmandos da oligarquia", discursou o oposicionista.

E finalizou adiantando que na próxima sessão fará uso dos trinta primeiros minuto do Grande Expediente para denunciar outros descasos do que ele chama de "desgoverno".

Confira abaixo as fotos do prédio abandonado onde antes funcionava o posto de saúde do povoado Macaúba denunciado pelo vereador.