.

.

quinta-feira, 17 de abril de 2014

Câmara de Coroatá tem sido palco de confusões

Do Coroatá OnLine, com edições

Desde o início dos trabalhos na Câmara Municipal de Coroatá nesta legislatura, o presidente daquela casa, o vereador César Trovão (PV) e seu vice, Josean Veras (PSC), que conduziu por um longo período aquela Casa, têm se esforçado para manter a ordem, mas nem sempre têm conseguido, muitas vezes nem dentro do plenário, quanto mais fora dele. Nos corredores e na galeria da Casa do Povo alguns acontecimentos podem ser declarados vergonhosos ou desnecessários.

Há uma completa falta de respeito por parte de muitos que acompanham do local as sessões semanais, alguns, inclusive, portam armas, hostilizam e agridem outras pessoas mesmo em um órgão público que deveria ser digno de todo respeito dos cidadãos coroataenses.

Reunimos nesta matéria alguns dos principais casos ocorridos nos primeiros dois anos desta legislatura que a população coroataense, e em todo o estado devido a repercussão nas blogosfera, tiveram conhecimento.

O primeiro deles ocorreu em dezembro do ano passado, trata-se da discussão entre o ex-vereador Gilmar Arruda (PCdoB) e o Secretário da Casa Civil de Coroatá, China Barros, o que foi gravado, divulgado em primeira mão pelo Coroatá de Verdade e em seguida pelos principais blogues do Maranhão.



Recentemente, em 03 de abril, o blogueiro Cleo Freitas foi agredido fisicamente por um funcionário da Prefeitura de Coroatá. O caso ganhou grande repercussão em todo o estado e foi parar na delegacia de polícia, "encerrando" com um acordo entre as duas partes envolvidas.


Na semana seguinte, 10, mais um acontecimento chamou a atenção da população coroataense quando Joseane Rodrigues, funcionária da prefeitura,  incomodada com a filmagem também do mesmo blogueiro, Cleo Freitas, arrancou o aparelho celular, devolvido somente após colegas da agressora tomar o celular, na oportunidade o vídeo ficou gravado e foi publicado pelo Coroatá de Verdade. O caso também foi parar na delegacia, mas desta vez não houve acordo e ambos seguem processando-se mutuamente.




Nesta mesma data ocorreu um outro caso, no qual um jovem muito conhecido na cidade, considerado um incapaz, foi provocado, praticamente, durante toda a sessão realizada na última quinta-feira, 10, e "sufocado" com as provocações tentou atirar uma pedra em funcionário da prefeitura que teria chingado a vereadora Lourdinha Pereira (PCdoB), mas foi impedido por populares e pelo vereador Cássio Reis (PSDB) que também se encontrava no exterior do prédio. As imagens do momento da confusão foram registrada por Antonielson Sousa, editor do Coroatá OnLine e podem ser vistas abaixo:



A cada sessão o clima tem ficado ainda mais áspero e poderão tomar outras proporções, ainda assim a saída não é encher o prédio de guardas municipais, mas simplesmente que a administração pública pare de enviar seus funcionários para tumultuar as sessões na intenção de favorecer a bancada e projetos governistas.

Vamos aguardar pra ver as mudanças acontecerem ou esperar mais um fato lamentável surgir.