.

.

quarta-feira, 30 de outubro de 2013

Justiça condena representante da prefeita

Nesta quarta-feira, 30, ocorreu no Fórum Desembargador José Meneses Júnior a audiência de instrução e julgamento entre o vereador Cássio Reis (PSDB) e os irmãos Nestor Pereira (o Nestorzinho) e Antonio Francisco (Tônio), referente a agressão física sofrida pelo parlamentar em março deste ano.

Acatando o requerimento do promotor de justiça Luís Samarone Batalha Carvalho, que solicitou a aplicação imediata de pena alternativa consistente em prestar serviços a comunidade, o juiz da 2a vara do Juizado Especial Criminal, Francisco Ferreira Lima, determinou  nos termos do art. 76 da Lei 9099-95 que os réus, notadamente reconhecidos naquele povoados, localidades vizinhas e em todo o município como representante da prefeita Teresa Murad (PMDB) no povoado Macaúba, deverão cumprir expediente durante seis meses, todos os dias úteis da semana, na Escola Municipal Macaúba (Nestorzinho) e no Posto de Saúde (Tônio), onde realizarão serviços diversos, tais como limpeza, vigilância, entre outros.

Relembre o caso

O vereador Cássio Reis foi vítima de uma tentativa de agressão e ameaça de morte por Nestorzinho, "jagunço" da prefeita. No momento do ocorrido o parlamentar encontrava-se acompanhado do seu pai, pela irmã e cunhado do agressor enquanto visitava a residência do pai do agressor, quando este chegou ao local, tendo o vereador se dirigido a sua residência, localizada ao lado da residência em que se encontrava.

Os agressores munidos de armas brancas, pedras e galhos de árvores invadiram e depredaram  a residência do vereador que se encontrava no local, sendo agredido verbalmente. Para evitar que fosse agredido fisicamente Cássio retirou-se pela porta dos fundos.

Durante o acontecimento o representante da prefeita ameaçou o parlamentar de morte e disse que o mesmo não poderia retornar aquele povoado, onde este tem residência própria, o que poderia ocasionará em sua morte.

A polícia foi acionada e chegou ao local, evitando uma tragédia. O vereador Cássio Reis, a mulher Tatiana Vasconcelos, o seu pai e o cunhado do agressor foram conduzidos para a Delegacia de Polícia local onde prestaram depoimentos, registraram boletim de ocorrência e realizaram exames de corpo de delito. Cássio acredita que as agressões são decorrentes de denúncias apresentadas na Câmara Municipal sobre a falta de compromisso da prefeita com a população do povoado Macaúba.