.

.

quinta-feira, 1 de agosto de 2013

O sofrimento da população maranhense precisa ter fim, afirma Simplício Araújo


O deputado federal Simplício Araújo (PPS/MA) esteve na última quarta-feira (31) visitando os municípios de Lago da Pedra e Lagoa Grande. Este último, segundo o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), é o sexto pior município do Maranhão e o 38º do país. O deputado acompanhou de perto o sofrimento enfrentado pelos moradores e ouviu relatos de um povo que há 40 anos espera solução para seus problemas.

Simplício ressaltou sua preocupação não só com esses municípios mas com todos os que se encontram em total estado de abandono. Para ele, a visita in loco "é a melhor forma de conhecer e discutir com a população quais problemas são mais prioritários afinal, mudar 40 anos de desmandos, insensibilidade e incompetência vai demandar tempo."

"Não existem políticas públicas voltadas para mudar esse quadro. O que existe é politicagem com a miséria da população. O governo Roseana usa a miséria do povo para alavancar grandes empréstimos; usa a secretaria de educação para politicagem e parar dar mandato a suplente de deputado federal. Constrói hospitais que não funcionam para beneficiar empreiteiras de aliados políticos. A população continua como há 40 anos, comendo poeira nas estradas, sem educação básica de qualidade e sem capacitação para o mercado de trabalho. Na saúde, usam simpatias e remédios naturais ou se humilham no Piauí em busca de tratamento", afirmou o deputado.

Segundo o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), divulgado nessa segunda - feira (29) pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud), o Maranhão figura entre os piores estados do país e possui o segundo pior município, Fernando Falcão. O melhor município do estado é a capital, São Luís, que ocupa a 249ª posição no ranking.