.

.

quarta-feira, 27 de abril de 2022

Após 16 anos, médico é condenado por morte de paciente durante procedimento estético em Maringá


O médico Álvaro Martins de Carvalho foi condenado por homicídio culposo, quando não há a intenção de matar, pela morte de uma paciente durante um procedimento estético em Maringá, na região norte do Paraná. O julgamento foi feito nesta quarta-feira (27).

Carvalho foi denunciado por homicídio com dolo eventual. Em 2006, ele fazia um procedimento estético na empresária Andrea Beltrame Serconek da Costa em uma clínica.

A Justiça definiu a pena de um ano e quatro meses em regime aberto. A defesa do médico declarou como acertada a decisão do Conselho de Sentença.

O advogado Eduardo Rodrigo Augusto da Costa, que representa a família da empresária, disse que irá analisar junto ao Ministério Público a possibilidade de recorrer da decisão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário